segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Deputado Estadual do Rio será anistiado na Europa, apos sofrer ameças.

O deputado estadual fluminense Marcelo Freixo (PSOL) deixará o país depois de afirmar que está recebendo ameaças de morte de integrantes de milícias.

Freixo presidiu a comissão parlamentar de inquérito (CPI) das Mílicias, da Assembleia Legislativa do Rio, que investigou a atuação de grupos criminosos integrados por políticos, policiaus e ex-policiais em comunidades do Estado.


Segundo Freixo, ele resolveu aceitar um convite da organização não governamental Anistia Internacional para morar na Europa por algum tempo.O parlamentar diz que vem sofrendo ameaças de morte desde a época da CPI, em 2008, mas, nos últimos meses, elas se intensificaram.

Apenas no último mês, segundo Freixo, ele recebeu sete ameaças de morte. “As ameaças estão se tornando mais fortes e há um retorno muito pequeno da Secretaria de Segurança. Ou seja, se estão ou não investigando. Tenho uma segurança, mas tem sido necessária a ampliação dela. Então, estou esperando algumas medidas”, disse.

O deputado não informou quanto tempo ficará na Europa, mas garantiu retorno ao Brasil. “Não posso dizer [nem] o tempo nem o local [onde ficarei], mas é um tempo muito curto”, disse.Segundo Freixo, as ameaças não devem ser encaradas como um problema pessoal, mas, sim, como de toda a sociedade. Ele lembrou do assassinato da juíza Patricia Acioli, morta por policiais militares integrantes de milícias que atuam no Grande Rio, em agosto deste ano, segundo investigações da polícia.“Esse é um problema de todo o Rio de Janeiro. 
Aliás, é um problema nacional. Até que ponto nossas autoridades vão continuar empurrando com a barriga. Ou a gente enfrenta e faz agora esse dever de casa contra as milícias ou, como mataram uma juíza, vão matar um deputado, promotores, jornalistas. E, se esses grupos criminosos são capazes de matar uma juíza e ameaçar um deputado, o que eles não fazem com a população que vive na área em que eles dominam?”, disse.Segundo Freixo, apesar das dezenas de prisões feitas depois da CPI das Milícias, esses grupos criminosos estão cada vez mais fortes e dominam várias comunidades do Estado, onde extorquem dinheiro de moradores e de comerciantes e controlam atividades como transporte alternativo, venda de gás e de ligações clandestinas de TV a cabo.

domingo, 30 de outubro de 2011

Transporte Público de Rio Branco é uma vergonha!

A população de Rio Branco sofre um total desrespeito quando o tema é o transporte coletivo, onde as reclamações sobre o descaso do serviço oferecido chegam a ser considerado histórico, pois não é de hoje que as demandas para que existam transportes públicos de qualidades e com segurança existam.
Os usuários do Coletivo de Rio Branco já não sabem mais a quem recorrer sobre tal serviço. As reclamações são diversas, como a sujeira dentro dos ônibus aos saírem das garagens e que permanecem no cotidiano; a falta de segurança chegando até os espaços de saída de emergência ser lacrados ou quebrados, sem deixar de mencionar as janelas quebradas; a superlotação constante em todos os horários principalmente nos horários de pico; a falta de respeito com os usuários no atendimento diário; a  ausência de troco; a constante corrida que os motoristas fazem e assim colocando em risco de 
morte os usuários; o tempo de espera nas paradas de ônibus, onde muitas vezes por estarem superlotado não param; como também a pintura nova que tentam chamar de renovação das frotas, o pior de tudo o valor da tarifa que chega a ser uma das mais altas do Brasil.

Desta forma e explícito o total descaso que todos os usuários passam diariamente. Somos obrigados a sofrer todos os dias ao tentar exercer nosso direito de ir e vir, que está garantido na constituição brasileira.

Quando tentamos identificar os culpados, a lista é grande, pois há ausência de vereadores que nos represente, falta de compromisso dos órgãos fiscalizadores (prefeitura e Estado), Ministério Público que na maioria das vezes estavam apoiando aos empresários e não é novidade  que as Empresas visam apenas seu lucro.
Seguindo a frase de Chê “O importante não é justificar o erro, mas impedir que ele se repita.” Desta forma não podemos permitir que as imposições passem despercebidas, então devemos todos os dias nos indignar sobre as imposições que tentam nos obrigar a aceita-las. E assim seguirmos com organização em direção aos nossos direitos respeitados, e isso se faz em comunhão.

A JUVENTUDE de Rio Branco quer um TRANSPORTE PÚBLICO E DE QUALIDADE PRA JÁ.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Aldo Rebelo é novo ministro do Esporte

 O deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP) foi anunciado nesta quinta-feira (27) como o novo ministro do Esporte. De acordo com a presidente Dilma, a indicação lhe dá "grande segurança de que a pasta terá êxito". Rebelo foi indicado pelo partido para ocupar a vaga do correligionário Orlando Silva, que deixou o cargo na quarta-feira (26), para defender-se de denúncias que o envolvem em um suposto esquema de desvio de dinheiro público na pasta. 

A posse do novo ministro, segundo o Planalto, será na próxima segunda-feira. "Fui convidado pela presidente para assumir o ministério", afirmou Rebelo, agradecendo a confiança. Questionado sobre quais serão suas primeiras medidas, Rebelo disse que "a presidente não entrou nos detalhes da pasta e não teria como fazer isso". "Preciso entrar em contato com a equipe do ministério para começar a transição, só a partir dai posso falar", completou.

Em conversa com o presidente do PCdoB, Renato Rabelo, e com o próprio Aldo Rebelo, Dilma declarou que o partido vem conduzindo com competência e honestidade o Ministério e que, por isso, deveria continuar à frente da pasta. "Vou me empenhar, junto com o PCdoB, para que o Ministério alcance êxito nas importantes tarefas que lhe cabem, sobretudo nos grade eventos, a Copa e as Olimpíadas", disse a presidente.

Dilma ressaltou as qualidade do novo ministro e afirmou que tem confiança em Rebelo. "Sua indicação me dá grande segurança de que o Ministério terá êxito, o que é muito importante para o êxito do meu governo como um todo", destacou.

Renato Rabelo, por sua vez, afirmou que o "PCdoB tem em Rebelo um quadro político com grande experiência e capacidade política. É uma pessoa em quem o partido deposita enorme confiança para levar a bom termo tarefas importantes para o país". 

Mais cedo, pelo Twitter, Orlando desejou boa sorte a Rebelo: "Bom dia, Aldo Rebelo! Deus ilumine teus caminhos. Bom trabalho!". Os nomes de Flávio Dino (PCdoB-MA) e da deputada Luciana Santos (PCdoB-PE) também eram cogitados pela imprensa.

Rebelo está no sexto mandato na Câmara dos Deputados, sempre pelo PCdoB –já foi presidente da Casa e líder do governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Rebelo também foi ministro da Coordenação Política durante a gestão de Lula e teve importante papel na articulação da base aliada no período que se seguiu às denúncias do Mensalão. Na juventude, atuou no movimento estudantil e foi presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes).

Com a indicação de Aldo, a pasta permanece sob a liderança do PCdoB, que dará continuidade ao trabalho desenvolvido desde 2006 e que resultou em grandes conquistas para o país, como a realização da Copa de 2014 e as Olimpiíadas de 2016.

Orlando Silva deixou a pasta nesta quarta-feira. "Decidimos que a melhor solução seria sair do governo para defender a minha honra", disse. "Saio com o sentimento do dever cumprido", completou o ex-ministro, reiterando sua inocência.

Novo ministro do Esporte foi algoz de Ricardo Teixeira na CPI da CBF/Nike

 
Deputado federal desde 1991, o palmeirense fanático Aldo Rebelo (PCdoB-SP) presidiu a CPI da CBF/Nike, entre 2000 e 2001. Por isso, criou inimizade com o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira. Acabam-se aí as credenciais esportivas do novo ministro.

Primeiro comunista a presidir a Câmara (2005 a 2007), Aldo, 55, um especialista em assuntos de defesa ocupará seu segundo cargo no primeiro escalão. Em 2004, tornou-se ministro das Relações Institucionais do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na gestão de Dilma, foi cotado para ocupar a pasta da Defesa no início do ano após a demissão do então ministro Nelson Jobim.

Preterido, o alagoano radicado em São Paulo, onde foi vereador por um mandato até se eleger deputado, desempenhou uma tarefa que criou rusgas mesmo entre os comunistas: foi relator na Câmara da reforma do código florestal, defendendo posições mais próximas do agronegócio do que de seus aliados históricos.

Depois disso, disputou vaga no TCU (Tribunal de Contas da União) e perdeu no plenário por ampla margem para Ana Arraes, ex-líder do PSB na Casa e mãe do governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Desde então, trabalhou com a possibilidade de se candidatar à presidência da Câmara, apesar do acordo de revezamento no cargo entre PT e PMDB.

Aldo só tentou se eleger para o Executivo uma vez, como candidato a vice na chapa derrotada de Marta Suplicy (PT) para a prefeitura de São Paulo, em 2008.
Trânsito

Aldo foi indicado por unanimidade pela bancada do PCdoB para substituir Orlando Silva. A atuação no governo Lula deu a ele trânsito com vários partidos –incluindo o PMDB, primeira legenda à qual foi filiado, entre 1980 e 1985. Também é próximo do PSDB paulista, por conta da amizade de arquibancada de estádio com o ex-governador José Serra.
Também contou com apoio de primeira hora do antecessor. O comunista Orlando Silva pediu a Deus que “ilumine os caminhos” do futuro ministro. O aval do agora ex-titular da pasta foi fundamental para a ascensão de Aldo.
O Palácio do Planalto não informou se as atribuições da pasta mudarão, mas membros do partido temem um esvaziamento de funções.
Assim como Orlando, Aldo acelerou sua carreira política como presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes), no início dos anos 80. Estudante de Direito da UFAL (Universidade Federal de Alagoas), ele não chegou a concluir o curso. Nacionalista, defende bandeiras polêmicas, como a diminuição de estrangeirismos na língua portuguesa.

fonte: UJS

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

2º Conferencia Estadual LGBTT do Acre


   Delegados (as), Convidados (as), Amigos (as), Aliados (as), Apoiadores (as), Parceiros (as),
           CONVITE 

Em virtude do decreto publicado em  18 de maio de 2011, da presidenta Dilma Rousseff, que convoca a  II Conferência Nacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), a  realizar-se nos dias 15 a 18 de dezembro de 2011, o Governador Tião Viana também decretou no diário oficial no dia 20 de julho de 2011, a realização da II Conferência LGBT do Estado do Acre, nos dias 25 e 26 de outubro de 2011, com o tema: Por um Acre livre da pobreza e discriminação: Promovendo a cidadania LGBT, que objetiva o fortalecimento de políticas públicas de combate à pobreza e à discriminação da população LGBT, com a implementação do Programa Estadual de Promoção da Cidadania LGBT do Acre.
Neste sentido, o Governo do Estado do Acre, através da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanosconvida para participar da II Conferência Estadual de Políticas publicas e Direitos Humanos de LGBT, nos dias 25 e 26 de Outubro de 2011, no Cine Teatro Recreio, calçadão da Gameleira.
DATA:25 e 26 de outubro
LOCAL: Cine Teatro Recreio
HORARIO: 08:30
Comissão Organizadora
II Conferência Estadual LGBT do Acre

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Conferência Livre Virtual

Rumo a 2° Conferencia Estadual de Juventude

Data: 19 e 20 de outubro
Local: Usina de Arte João Donato
Quarta: 19/10 as 17h
Quinta:20/10 as 08h ate 18h
É com grande alegria que estamos chegando ao fim desse processo de participação da juventude Acreana na 2° Conferência Estadual. Foram realizadas 22 conferências municipais, desta estamos entre os poucos Estado que fizemos toda a tarefa de casa execultando 100% das cidades.  várias conferências livres e diversas consultas aos povos e comunidades tradicionais. Ao todo, a 2° Conferência Estadual de Juventude mobilizará em torno de 3 mil jovens em todo o Ac. Uma grande mobilização com muitas idéias!
Agora está chegando a hora de todos os delegados(as) fazerem valer suas idéias na etapa estadual. Dias 19 e 20 de outubro na cidade de Rio Branco, a etapa estadual da 2° Conferência de Juventude. Essa é a hora da juventude conquistar seus direitos para que o desenvolvimento do Brasil e do Acre esteja conectado com as necessidades das novas gerações!

É com enorme satisfação que aguardamos a juventude dos mais diversos municípios Acre para participar da 2° Conferência Estadual de Juventude, que acontecerá no na Usina de Arte, em Rio Branco. Essa conferência elegerá delegados/as para a 2° Conferência Nacional de Juventude em Brasília nos dias 9 a 12 de dezembro.

Algumas instruções importantes:
Estamos finalizando a organização estrutural, mas, segue abaixo algumas informações básicas sobre a 2° Conferência Estadual:
- Local das atividades:Usina de Arte João Donato
- Será disponibilizado alojamento o para os delegados do interior do Estado;

- Alimentação: será disponibilizada gratuitamente somente para os delegados/as, ou seja, aqueles que participaram das conferências municipais, regionais e da consulta aos povos e comunidades tradicionais.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

1º Seminário sobre Estatuto da Igualdade Racial

O 1º Seminário sobre o Estatuto da Igualdade Racial e Políticas de ações Afirmativas nas Universidades e Escolas Públicas Brasileiras tem o objetivo de agregar um maior número de pesquisadores, alunos e militantes dos movimentos sociais com vista à mobilização em torno do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros. 

É voltado à produção de conhecimento sobre a diversidade da trajetória histórica da população africana e de afro-descendentes na Amazônia e no Brasil.

O evento será realizado no auditório da Pós-Graduação da UFAC durante todo o dia e contará com a presença da deputada federal Benedita da Silva (PT/RJ)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação:
13/10 - manhã: ESTATUTO DA IGUALDADE RACIAL E POLITICAS DE AÇÕES AFIRMATIVA

13/10 - Tarde: AÇÕES AFIRMATIVAS NAS UNIVERSIDADES BRASILEIRA

14/10 - Manhã - AÇÕES AFIRMATIVAS NA PERSPECTIVA DOS MOVIMENTOS SOCIAIS

14/10 - Tarde - PROPOSTA DE AÇÕES AFIRMATIVAS

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Em plebiscito, 90% dos chilenos apoiam estudantes

Depois do fracasso da mesa de negociações com o governo, na semana passada, e do aumento da repressão policial contra os protestos de rua, os estudantes chilenos recorreram neste fim de semana a um plebiscito nacional, como forma de resolver a crise que já dura cinco meses e mantém o país sob uma de suas mais graves crises políticas desde a redemocratização, em 1990.

Mais de 1,5 milhão de chilenos votaram na sexta e no sábado. Destes, 90% estão a favor do movimento estudantil, segundo a primeira contagem, com 60% das urnas apuradas. Apesar do número expressivo, o governo sequer cogitou utilizar a consulta popular como meio de saída para a crise, nem mesmo de forma consultiva.

O plebiscito foi convocado pelo Movimento pela Consulta e pelos Direitos Cidadãos e pelo Colegio de Profesores de Chile (Sindicato dos Professores), que apoia a mobilização dos estudantes desde o início. Segundo o presidente do Colegio de Profesores, Jaime Gajardo, foram habilitados mais de 4 mil pontos físicos de votação, em 25 países, além do site www.votociudadano.cl, por meio do qual todos os maiores de 14 anos portando cédula de identidade chilena puderam votar.

A cédula continha quatro perguntas: sobre a garantia de educação pública gratuita para todos, sobre a transferência das escolas municipais ainda existentes para a administração direta do Ministério da Educação, sobre a proibição do lucro nas instituições de ensino que recebem fundos públicos e, por fim, sobre a incorporação de plebiscitos como este como uma ferramenta para resolver problemas de caráter nacional.

Choque de posições

No primeiro dia de plebiscito, o Opera Mundi visitou um dos locais de votação na cidade de Temuco, 700 km ao sul de Santiago, um dia depois de a tropa de choque da polícia ter retirado à força dezenas de estudantes que ocupavam o campus da Universidad de la Frontera (Ufro), num violento confronto que terminou com 13 estudantes detidos.

Apesar do clima de tensão na universidade, na noite anterior, dezenas de chilenos compareceram às urnas desde a manhã de sábado.

Pablo Rojas, de 30 anos, foi um dos primeiro a depositar seu voto na urna do Colegio de Profesores de Temuco. “Participar em consultas públicas como esta é uma forma importante de encorajar os chilenos a dar sua opinião e participar das decisões importantes que o país precisa tomar. Num lugar com tantos recursos, é fundamental investir no nosso futuro e nosso futuro é a educação, especialmente a educação pública, gratuita e de acesso para todos”.

Eleitores que se opõem às mudanças também participaram do plebiscito. O professor aposentado Al Nabor Sepúlveda, de 68 anos, disse que “os estudantes estão há cinco meses apostando na via do confronto, sem se dar conta de que, com isso, minam as instituições democráticas, impondo uma visão de mundo que talvez não corresponda à vontade da maioria”. Sepúlveda diz que foi preso político durante a ditadura Pinochet e lamenta que “os mais jovens, hoje, não percebam como foi difícil construir a democracia no Chile”.

O resultado final do plebiscito será entregue pelo Colegio de Profesores ao presidente Sebastián Piñera, ao Ministério da Educação, à Câmara dos Deputados, ao Senado e à Corte Suprema de Justiça. O principal objetivo é fazer com que consultas populares como esta sejam reconhecias pela Constituição.

Com Opera Mundi

XVI Seminário Nacional de Formação Profissional e Movimento Estudantil de Serviço Social - SNFPMESS

  


Este é um espaço privilegiado dentro do Movimento Estudantil de Serviço Social. É o espaço político de troca das produções acadêmico-científicos dos estudantes de Serviço Social acerca dos mais diversos temas, contidos nos eixos do edital de publicação. Ocorre nos anos de final ímpar, intercalando com o SRFPMESS que ocorre nos anos de final par. 
 
Comunicamos a tod@s Estudantes de Serviço Social que temos por definido a escola sede do nosso XVI Seminário Nacional de Formação Profissional do MESS – será realizado 12 e 13 de Novembro de 2011 com o 1° Seminario de Cultura da ENESSO - 14 de Novembro de 2011 - na Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ.
 
Mais informações: www.snfpmess.blogspot.com
 


domingo, 9 de outubro de 2011

Resposta as ligações que fazemos ao 0800


Toca o telefone... 
Alô. 
- Alô, poderia falar com o responsável pela linha? 

Pois não, pode ser comigo mesmo. 

- Quem fala, por favor? 


Edson. 

- Sr. Edson, aqui é da OI, estamos ligando para oferecer a promoção OI linha adicional, onde o Sr. tem direito... 


Desculpe interromper, mas quem está falando? 
- Aqui é Rosicleide Judite, da OI, e estamos ligando... 

Rosicleide, me desculpe, mas para nossa segurança, gostaria de conferir alguns dados antes de continuar a conversa, pode ser? 
- Bem, pode.. 

De que telefone você fala? Meu bina não identificou. 

- 10331. 


Você trabalha em que área, na OI? 
- Telemarketing Pro Ativo. 

Você tem número de matrícula na OI? 
- Senhor, desculpe, mas não creio que essa informação seja necessária. 
Então terei que desligar, pois não posso ter segurança que falo com uma funcionária da OI. São normas de nossa casa. 
- Mas posso garantir.... 

Além do mais, sempre sou obrigado a fornecer meus dados a uma legião de atendentes sempre que tento falar com a OI. 
- Ok.... Minha matrícula é 34591212. 

Só um momento enquanto verifico. 

(Dois minutos depois) 

Só mais um momento

(Cinco minutos depois) 

Senhor? 

Só mais um momento, por favor, nossos sistemas estão lentos hoje. 

- Mas senhor... 

Pronto, Rosicleide, obrigado por ter aguardado. Qual o assunto? 


- Aqui é da OI, estamos ligando para oferecer a promoção, onde o Sr. tem direito a uma linha adicional. O senhor está interessado, Sr. Edson? 

Rosicleide, vou ter que transferir você para a minha esposa, porque é ela que decide sobre alteração e aquisição de planos de telefones. 


- Por favor, não desligue, pois essa ligação é muito importante para mim. 
(coloco o telefone em frente ao aparelho de som, deixo a música Festa no Apê do Latino 
tocando no Repeat (quem disse que um dia essa droga não iria servir para alguma coisa?), depois de tocar a porcaria toda da música, minha mulher atende: 

Obrigado por ter aguardado.... pode me dizer seu telefone pois meu bina não identificou.. 

- 10331. 

Com quem estou falando, por favor. 

- Rosicleide 


Rosicleide de que? 

- Rosicleide Judite (já demonstrando certa irritação na voz). 


Qual sua identificação na empresa? 

- 34591212 (mais irritada agora!). 


Obrigada pelas suas informações, em que posso ajudá-la? 

- Aqui é da OI, estamos ligando para oferecer a promoção, onde a Sra tem direito a uma 
linha adicional. A senhora está interessada? 

Vou abrir um chamado e em alguns dias entraremos em contato para dar um parecer, 
pode anotar o protocolo por favor.....alô, alô! 

TUTUTUTUTU... 

Desligou.... nossa que moça impaciente!

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Chilenos participam de Plebiscito pela Educação!‏

Nos próximos dias 7 e 8 de outubro, chilenos e chilenas residentes no país ou no exterior poderão expressar sua opinião a respeito da educação no Chile. O Plebiscito Nacional pela Educação consistirá em quatro perguntas sobre as questões que geraram a mobilização de estudantes desde abril passado.

Os interessados responderão "sim” ou "não” às perguntas: "Você está de acordo que exista uma Educação Pública gratuita e de qualidade em todos os níveis, garantida pelo Estado?”, "Você está de acordo com que escolas e liceus sejam desmunicipalizados, voltando a depender do Ministério da Educação de forma descentralizada, participativa e autônoma?”, "Você está de acordo que o lucro com fundos públicos deva ser proibido em todos os níveis da educação chilena?”, "Você está de acordo com a necessidade de incorporar um Plebiscito Vinculante, convocado pelos cidadãos, para resolver os problemas fundamentais de caráter nacional?”.

A população chilena poderá participar de forma presencial – em mesas instaladas em colégios, universidades, hospitais, praças e outros locais públicos espalhados por todo o país - ou pela internet, através do sítio http://www.votociudadano.cl/. Para votar, é preciso ter mais de 14 anos de idade e apresentar cédula de identidade.

Uma Enquete Nacional do Centro de Estudos da Realidade Contemporânea (Cerc), divulgada na semana passada, revelou que 89% da população nacional apoia as demandas estudantis e 71% é favorável à realização do plebiscito para solucionar o impasse entre Governo e estudantes sobre a questão educacional no país.

Desde o final de abril, estudantes chilenos estão mobilizados por uma "educação pública, gratuita e de qualidade”. As manifestações, que começaram com cerca de oito mil pessoas, receberam adesão de outros atores sociais, como trabalhadores, sindicalistas, professores e trabalhadores da educação. No dia 9 de agosto, por exemplo, uma manifestação pelo ensino gratuito e de qualidade levou cerca de 100 mil pessoas às ruas de Santiago, capital do país.

Projeto de Lei
Enquanto organizações sociais buscam a realização do Plebiscito como estratégia para solucionar o impasse, o Governo chileno procura maneiras de criminalizar o protesto social. No último domingo (2), o presidente do Chile, Sebastián Piñera, apresentou um projeto de lei que altera o artigo 269 do Código Penal a fim de criminalizar atos sociais como ocupar ruas ou escolas. Tal projeto ainda será enviado ao Congresso Nacional.

De acordo com informações de Telesur, Piñera, durante um ato realizado na Casa de Governo, afirmou que o objetivo da lei é impedir que policiais sejam atacados pelos manifestantes. "O que atente contra a ordem pública, contra Carabineiros, contra a Polícia de Investigações (polícia civil), contra a tranquilidade dos cidadãos, da propriedade pública e privada, vai se encontrar com uma legislação dura, firme, que vai impor os castigos que correspondem”, declarou.

O projeto de lei ainda pretende endurecer as penas de quem saquear, impedir o trânsito e interromper serviços públicos como transporte e saúde. Quem participar de tomadas de colégios, liceus ou universidades poderá sofrer penas de até três anos de prisão.

Mais informações sobre o Plebiscito Nacional pela Educação em: http://www.votociudadano.cl

domingo, 2 de outubro de 2011

sábado, 1 de outubro de 2011

Estudantes de Serviço Social paralisão as aulas, exigindo qualidade de ensino


Estudantes de Serviço Social da Uninorte Maior faculdade partícula do Estado do Acre, paralisam 100% das turmas exigindo qualidade de ensino 
 
Na noite da ultima quinta feira, 29 de setembro, estudantes de serviço social da União Educacional do Norte (Uninorte) maior faculdade privada do Estado do Acre se concertaram na praça de alimentação da faculdade com cartazes, nariz de palhaço e apitos chamando a atenção de todos os sobre o total desrespeito que os estudantes da faculdade vem sofrendo desde a falta de livro na biblioteca, os abusivos preço da fotocopia e da lanchonete como também falta de extensão e Estagio.
A Mobilização foi convocada pelo Diretório Acadêmico de Serviço Social Uninorte e Iesacre e o vice presidente da Une Ac/RO com objetivo de iniciar o movimento exigindo o posicionamento da faculdade diante as diversas demandas.
O manifesto iniciou na praça de alimentação e teve como termino em frente as coordenações dos Cursos onde foram feitas diversas palavras de ordem pedindo respeito, mostrando a rebeldia e com grande foco na ausência de estagio supervisionado. Os estudantes iniciaram um apitaço exigindo que alguém da instituição pudesse iniciar o dialogo e assim algum indicativo para solucionar as demandas. Não tendo a resposta a coordenação foi invadia.
O movimento decidiu entra em um acordo onde a faculdade se comprometeu diante de todos que na semana seguinte seria realizado uma reunião com todos os estudantes de serviço social para juntos encontrássemos uma solução.
Finalizando o movimento representantes de turmas de Ciências Contábeis, psicologia, Educação física e direito parabenizaram o movimento e se comprometeram e fazer parte, pois a luta e de todos.