PMDB chama Pagina20 de panfleto partidario


NOTA DE REPÚDIO

"Na edição de ontem (07.02.2012) do panfleto denominado Página 20, em nota apócrifa inserida na coluna “Poronga", denominada “Decepção”, aquele veículo atribuiu a saída do ex-deputado federal José Melo, falecido no último dia 06.02.2012, à decepção que este teria tido com a gestão do deputado federal Flaviano Melo à frente do Governo do Estado do Acre.

O Partido do Movimento Democrático Brasileiro no Estado do Acre vem a público manifestar sua repulsa e indignação à atitude vil e covarde praticada por um veículo que tem como propósito único e exclusivo servir de satélite “jornalístico” a um projeto político partidário, mesmo que isso signifique desrespeitar o momento de dor e sofrimento causado pela perda traumática de um ente querido.

Ao utilizar-se de um cadáver insepulto para paparicar seus patrocinadores, o jornal Página 20 ultrapassou todos os limites éticos do bom jornalismo. Ao imprimir com tintas marrons conotação política a uma grave enfermidade, desvelaram o seu desprezível e inaceitável modo de agir.

O ex-deputado federal José Melo honrou o Acre e seu povo. Abandonou a política e recolheu-se em Brasília para tratamento ao ser diagnosticado como portador de esquizofrenia.

Teve a altivez, a serenidade e a lucidez de se recolher antes que o imaginário o dominasse, se apresentando como real.

Talvez falte isso ao papelório fascista, acometido que foi pela esquizofrenia jornalística, cujo sintoma mais saliente, é a incessante necessidade de bajular e adular qualquer um que se disponha a pagar um vintém. Mesmo que isso signifique solapar a honra e a dignidade de quem quer que seja.

A nossa solidariedade à família Baptista de Melo.

Rio Branco (AC), 8 de fevereiro de 2012.


fonte:http://altino.blogspot.com/

CONVERSATION

0 comentários: