Luana Bonone é eleita nova presidente da ANPG

Terminou neste sabado (5) o 23º Congresso Nacional de Pós-Graduandos, que reuniu na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) cerca de 2 mil estudantes de todos os estados do país. O encontro elegeu a capixaba Luana Bonone, de 30 anos, —pós-graduanda em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)— a nova presidente da entidade.

Luana, diretora de comunicação da ANPG na última gestão e ex-presidente da União Estadual dos Estudantes de Minas Gerais (UEE-MG), terá agora o desafio de representar milhares de estudantes pós-graduandos, conhecendo a realidade de cada APG e debatendo soluções para a pesquisa de excelência.

"O principal desafio da nossa gestão é fortalecer o movimento nacional de pós-graduandos, ter uma APG em cada universidade, em todos os estados. Isso para ter um movimento forte e poder lutar e conquistar os 40% de reajuste nas bolsas e construir uma política permanente para os pós-graduandos. Enfim, alcançar uma pós-graduação a serviço do desenvolvimento do Brasil", disse a nova presidenta.


Considerado o mais importante encontro dos estudantes pós-graduandos, o Congresso da ANPG definiu os rumos do movimento para os próximos dois anos através de um calendário nacional de atividades. Participaram da votação 283 delegados, dos 489 inscritos. Todo processo do Congresso atingiu mais de 45 instituições de ensino superior, em 18 estados brasileiros.

Com o tema “Desafios Brasileiros”, o encontro serviu também para convocar uma grande caravana rumo a Brasília, em defesa do reajuste de 40% do valor atual das bolsas de mestrado e doutorado, de uma política permanente de valorização das bolsas de pesquisa, bem como de ampliação das mesmas. Essa será a primeira de uma série de ações que darão sequencia à Campanha Nacional de Bolsas.

Camila Hungria, de São Paulo.


CONVERSATION

0 comentários: