sábado, 26 de setembro de 2015

A QUEM O CONGRESSO NACIONAL SERVE?

Nas eleições de 2014 foi eleito o parlamento mais conservador desde a ditadura militar, processo este parcialmente  contraditório  quando é feita uma avaliação que em junho de 2013 milhares de brasileiros foram às ruas exigir bandeiras de lutas das quais propõe mais democracia, participação social e contra as formas autoritária por parte do Estado, seja com aumento da passagem ou violência policial. Porém, de outro lado podemos avaliar que estes parlamentares foram eleito na realidade não pelo anseio do povo ou mesmo com objetivo de representar seus eleitores. Foram eleitos com financiamento privado com objetivo de representar os interesses de seus patrocinadores.

Os presentes parlamentares foram eleitos com objetivo de representar seus patrocinadores, patrocinadores que representam as ideias mais conservadoras, fundamentalista e retrógrada com objetivo de manter e ampliar seus lucros, isso por meio da redução do Estado e redução dos direitos sociais.

Para redução do Estado os parlamentares propõe a privatização das empresas estatais, estas que financiam o desenvolvimento tecnológico, promoção da inclusão social;  propõe a submissão as potências imperialistas negando a soberania nacional. De outro lado, atacando os direitos dos trabalhadores por meio da terceirização; da juventude com a redução da maioridade penal e ataque ao Sistema Único De Saúde; é diretamente atacando a diversidade social da qual temos sejam gênero, raça, etnia, periferia, comunidades tradicionais e pluralidade religiosa.

A guerra presente sobre o financiamento privado de campanhas eleitorais se resume, a redução do poder do capital sobre os rumos das decisões legislativa e a possibilidade da ampliação da democracia participativa. Desta forma hoje os ataques que a democracia, soberania e o povo brasileiro sofre e orquestrado pelo capital privado, este que tem como serviçais o congresso nacional.