RESISTIR NÃO E OPÇÃO

Em uma das frases de Che Guevara “ o conhecimento nos faz responsável” me fez refletir sobre o meu papel e dever diante a sociedade do qual faço parte, desta forma os mais de dez anos de militância nas defesas das mais diversas bandeiras, me trouxeram experiência e conhecimento sobre as diversas faces da política brasileira e assim as contradições de seus agentes de “transformação”. 

Tive a oportunidade de perceber que o debate de esquerda e direita se torna bastante complexo, inclusive defini-los, pois, muitos indivíduos e entidades que se apresentaram como esquerda e assim o foco no processo de construção de uma sociedade menos desigual não passavam de retorica, pois seus focos foram a riqueza e o poder. E isso, me levou a uma grande frustração, por perceber que fui usurpado para um projeto político diferente do qual sempre me apresentei a construir.

Refletindo sobre todos estes processos e a presente conjuntura nacional sobre sonhar, acreditar, desilusões, frustrações. Percebi que nunca devemos deixar de sonhar e com isso jamais desistir, pois nossos conhecimentos nos fazem responsável em apresentar alternativas e para estas sempre resistir.
Sempre estive nas trincheiras da resistência, em primeiro momento no auge juventude com mais disposição, porém, nos últimos anos bastante distante. Desde maio decidi me colocar com mais ênfase, resistindo e denunciando todas as práticas das quais enfraquecem a democracia, contribuem com a corrupção.

Hoje me apresento para utilizar meus conhecimentos para continuar denunciando o capitalismo e seus tentáculos dos quais tem como alicerce a exploração do homem pelo homem, a pratica da corrupção, meritocracia, as diversas formas de opressão como também apresentar que a unidade dos trabalhadores e a única opção para nossas conquistas.

Reconheço minhas responsabilidade e assim transformarei minhas redes sociais em instrumento de guerra e com elas estarei apresentando sobre os mais diversos assuntos  seja denunciando, informando e mobilizando.


“Declare guerra a quem finge te ama” Barão Vermelho

CONVERSATION

0 comentários: