quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

RESULTADO DE VOTAÇÃO DOS CANDIDATOS AO CONSU


Tivemos ao todo 36 chapas dos mais diversos cursos da universidade, tendo um titular e um suplente.

Segue em imagem a colocação e o numero de voto de todos e todas candidatas discentes ao Conselho Universitário da UFAC

Imagem Maik da Ufac

CONVOCAÇÃO 1ª REUNIAO DO CONSELHO UNIVERSITARIO UFAC

Venho a publico ampliar a convocação da 1ª reunião do Conselho Universitário da UFAC - Consu 2017 da qual será realizada no dia 15 de dezembro de 2016, quinta feira, ás 10 horas, no Auditório Carlos Alberto Simão Antonio. 

Como pauta teremos:


1. Posse dos conselheiros para o Mandato 2017;
2. Resolução que dá posse aos conselheiros eleitos para Consu - Mandato 2016.
3. Fala do Presidente do Consu;
4. Processo nº 23107.025966/2016-12, da Reitoria: previsão de participantes em viagem ao exterior para o ano de 2017
5.Processo nº23107.025667/2016-87, da Reitoria: solicita autorização para viagem internacional do Reitor, que irá ap japão para entrega do título do Dr. Honoris Causa ao Sr. Daisaku Lkeda
6. Processo nº 23107.026112/21016-73, da Fundape: solicitação indicação de 02 (dois) representante tirulares e 1 (um) suplente para composição do Conselho Curador.

CONVOCAÇÃO





terça-feira, 13 de dezembro de 2016

3º CONGRESSO DE POLÍTICA, PLANEJAMENTO E GESTÃO DA ABRASCO

Fonte: 13 de dezembro de 2016 - Abrasco

'Estado e Democracia: O SUS como direito social' é o tema do congresso que acontecerá de 1 a 4 de maio de 2017
Faltam 4 meses e meio para acadêmicos, gestores e profissionais se reunirem na capital do Rio Grande do Norte para pensar projetos possíveis para uma Saúde universal, igualitária e integral. Marcado para os dias 1º, 02, 03 e 04 de maio de 2017, o 3º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde será um espaço privilegiado para avançar nas demandas sociais, teóricas e científicas da área da Saúde Coletiva. A terceira edição do congresso, que acontecerá no Centro de Convenções de Natal, tem como tema central ‘Estado e Democracia: O SUS como direito social’, e terá como presidente o vice-presidente da Abrasco, professor Cipriano Maia, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Maia exerceu cargos de direção no Ministério da Saúde, como diretor do Departamento de Apoio a Descentralização da Secretaria Executiva, no período 2003-2014, foi ainda pró-Reitor de Extensão – na UFRN, no período de junho de 2007 a abril de 2012, e Secretário Municipal de Saúde da cidade de Natal-RN, no período de fevereiro de 2013 a fevereiro de 2015.

No convite oficial deste 3º Congresso de Política, Cipriano reforça o comprometimento com o direito universal à saúde e com a defesa do SUS – “Em Natal, poderemos realimentar nossos sonhos e avançar nas lutas pela conquista de uma sociedade mais saudável. O 3º Congresso de Política, Planejamento e Gestão em Saúde pretende ser um momento e um espaço de aglutinação de pesquisadores, professores, estudantes, profissionais, gestores, dirigentes de entidades e movimentos que lutam pelo direito à saúde e demais lideranças políticas e sociais comprometidos com a construção da cidadania e da democracia no Brasil. Acreditamos que a diversidade de sujeitos e a polifonia dos atores que se apresentarão no encontro, estimularão o diálogo e o debate de ideias para lidar com a crise sanitária e a crise política e social vividas pelo Brasil no contexto atual, e apontarão rumos para o enfrentamento das ameaças às conquistas sociais dos últimos 30 anos”, diz o convite que já está sendo enviado aos abrasquianos.

Segundo a Comissão de Política, Planejamento e Gestão em Saúde da Abrasco, a escolha do tema ‘Estado e Democracia: o SUS como Direito Social’ emergiu da necessidade desta área de se repensar para enfrentar os desafios que se apresentam numa conjuntura de grande complexidade. Eventos dessa natureza, comprometidos com a realização de um grande debate técnico-político, são fundamentais para possibilitar o surgimento de novas formas de gestão criativas, flexíveis e eficientes, informadas por um diálogo permanente entre intelectuais, gestores, profissionais, estudantes e demais atores do sistema de saúde, para viabilizar políticas democráticas e inovadoras, planejamento eficiente e gestão qualificada. A programação do Congresso está sendo desenvolvida sob a perspectiva da intensidade de participação que a conjuntura atual exige, onde diversas ocasiões de encontro e de interação serão oportunizadas aos diversos sujeitos presentes nas sessões temáticas e fóruns de debates. O objetivo geral é estabelecer um espaço ampliado de debate sobre as possibilidades de ação reflexiva e crítica no campo da saúde, integrando os conhecimentos científicos com a formulação de políticas, contribuindo para tecer as condições de viabilidade e atualização do projeto da reforma sanitária. Isso implica necessariamente repensar os caminhos a seguir, estabelecendo uma nova agenda de ação coletiva que permita consolidar este projeto político-sanitário, com propostas que devem ser apreciadas na Plenária final.

Para Alcides Miranda, presidente da Comissão Científica, o maior desafio na realização desta terceira edição é o de ponderação e mediação entre a necessária análise crítica de uma conjuntura política muito adversa e a proposição de alternativas viáveis para a sua superação, não somente em curto prazo, tendo como referencia os valores ético-sociais e o projeto político do SUS – “Somente a análise crítica pode induzir desânimo, pessimismo e imobilidade, necessitamos discutir sobre o que fazer em termos de resistência e de proatividade perante a esta ofensiva de retrocesso civil, desmonte de políticas públicas e expropriação de direitos sociais”, pontua Alcides.

Os valores de inscrição também já foram definidos e muito em breve serão disponibilizados no site oficial do Congresso:

VALORES PARA ASSOCIADOS ABRASCO
Categoria
Até
31/01/2017
Até
28/02/2017
Até
31/03/2017
Até
30/04/2017
Profissional Associado
300,00
360,00
420,00
500,00
Pós Graduando Associado(**)
200,00
250,00
300,00
350,00
Graduando Associado(**)
100,00
120,00
150,00
180,00

VALORES PARA NÃO ASSOCIADOS ABRASCO

Categoria
Até
31/01/2017
Até
28/02/2017
Até
31/03/2017
Até
30/04/2017
Profissional não Associado
520,00
580,00
680,00
800,00
Pós Graduando não Associado
420,00
470,00
520,00
650,00
Graduando não Associado
210,00
250,00
300,00
350,00

Links

ATA ORDINÁRIA DE ASSEMBLEIA DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DESPORTO - CCSD UFAC - Novembro-2016

Como representante discente do Centro de Ciência da Saúde e do Desporto  para fins de transparência e informação apresento:


RESULTADO FINAL DO PROCESSO ELEITORAL CONSU/2017

fonte(Ufac)
Universidade Federal do Acre – UFAC há poucos dias concluiu um dos principais processos eleitorais interno, processo este do qual elegeu representantes das diversas categorias ao órgão máximo normativo e deliberativo da universidade.


Seção I, Do Conselho Universitário, Art. 4º O Conselho Universitário (CONSU), órgão máximo normativo e deliberativo da política universitária e a última instância recursal, é formado por representantes das três categorias da comunidade universitária, bem como por representantes da comunidade local e/ou regional, escolhidos na proporção e nos termos do Estatuto e da legislação vigente.” ( Regimento UFAC)

Porem, seguindo uma logica da politica pão e circo, onde o foco e o entretenimento e desmobilização como também a ausência de informação, o site da UFAC teve como prioridade a divulgações dos eventos festivos e de confraternização e não o resultado das eleições do Conselho Universitario como prioridade.

Desta forma, como foi durante a campanha eleitoral do qual eu Giovanny Kley ( Saúde Coletiva) e Barbara Edwards (Nutrição) nos apresentamos ao corpo estudantil com objetivo de representar os interesses dos discentes, utilizamos este espaço para informar que fomos eleitos, agradecer os votos e reafirmar nosso compromisso com a transparência.

Segue o resultado do processo final CONSU/2017

Resultado final da eleição dos membros para o Conselho Universitário Mandato 2017

REPRESENTANTES DOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS CAMPUS RIO BRANCO
1.Titular: Arlem Vieira Cavalcante Suplente: Adaildo Lima de Oliveira 2. Titular: Tone Eli da Silva Roco Suplente: Edmê Barbosa Gomes 3. Titular: Alexsandro da Conceição Braz Suplente: Joana Figueiredo da Mata 4. Titular: Gleisson Lima de Oliveira Suplente: Thiago Pereira Figueiredo 5. Titular: Daniela Fernandes da Silva Suplente: Angelita Dutra Ribeiro 6. Titular: Antonio de Queiroz Mesquita Suplente: Carlos Frederico Silva de Oliveira 7. Titular: Gabriel Rener Farias de Lima Suplente: Jocília Oliveira da Silva 8. Titular: Ivone Oliveira Moraes de Souza Suplente: Adriana Vilhena Monteiro 9. Titular: Isla Maria Amorim de Souza Mansour Suplente: Sandreli Viana dos Santos 10. Titular: Marly dos Santos Araújo Suplente: Neila Cristina de L. Fernandes 11. Titular: Olivio Botelho de Andrade Neto Suplente: Thiago Castro Saab

REPRESENTANTE DOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS – CRUZEIRO DO SUL
1.Titular: Grey Abdallah Viga Souza Suplente: Alana Gandra Gomes Correa 2. Titular: Antonio Artheson Silva da Cruz Suplente: Iana Alessandra S dos Reis

REPRESENTANTES DOS DISCENTES CAMPUS RIO BRANCO
1.Titular: Michelle Andressa Silva e Silva (Ciências Sociais) Suplente: Anderson Alves da Rocha (Enfermagem) 2. Titular: Max Elias da Silva Araújo (Jornalismo) Suplente: Cynthia Dias Pereira (Medicina Veterinária) 3. Titular: Edje Bezerra de Araújo Freire (Engenharia Civil) Suplente: Maria Karline Oliveira de Souza (Letras Francês) 4. Titular: Max da Silva Teodoro (Engenharia Agronômica) Suplente: João Carlos Araújo Nogueira (Eng Agronômica) 5. Titular: Giovanny Kley Silva Trindade (Saúde Coletiva) Suplente: Barbara Edwards (Nutrição) 6. Titular: Antonio Sávio de S Fernando (História Bacharelado) Suplente: Elimara Lima dos Santos (Letras Libras/Português) 7. Titular: Taynara Bastos Trindade (Engenharia Elétrica) Suplente: Tauane Almeida Barreto (Matemática) 8. Titular: Ricardo Moraes de Medeiros (Ciências Sociais) Suplente: Joaes Alves da Silva Pereira (Eng. Agronômica) 9. Titular: Manoela Souza da Silva (Engenharia Agronômica) Suplente: Larissa Oliveira dos Santos (História Bacharelado) 10. Titular: Igor Lopes Pereira (Engenharia Civil) Suplente: Tomaz Nascimento Silva (História Bacharelado) 11. Titular: Demetrius Florêncio da Silva (Medicina) Suplente: Ana Paula da Silva Santiago (Engenharia Florestal) 

REPRESENTANTE DOS DISCENTES CRUZEIRO DO SUL 
1. Titular: Gregory Lima Araújo (Letras Espanhol) Suplente: Eneas Bernardo da Silva (Pedagogia) 2. Titular: Sílvia Araujo de Menezes (Letras Português) Suplente: João Neri dos Santos Guimarães Júnior (Eng. Florestal)

REPRESENTANTES DAS ENTIDADES DA SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA
1.ADEVI - ASSOCIAÇÃO DOS DEFICIENTES VISUAIS Titular: Hisaac Assis de Oliveira Suplente: Renato Flor Saldanha 2. CADES – CENTRAL DE ARTICULAÇÃO DAS ENTIDADES DA SSAÚDE Titular: Vanessa Fernandes da Costa Suplente: Verônica Loureiro de Souza 3. UNE – UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES Titular: Joedson Reis de Oliveira Suplente: Francisco Silva Borges

domingo, 11 de dezembro de 2016

RESISTIR NÃO E OPÇÃO

Em uma das frases de Che Guevara “ o conhecimento nos faz responsável” me fez refletir sobre o meu papel e dever diante a sociedade do qual faço parte, desta forma os mais de dez anos de militância nas defesas das mais diversas bandeiras, me trouxeram experiência e conhecimento sobre as diversas faces da política brasileira e assim as contradições de seus agentes de “transformação”. 

Tive a oportunidade de perceber que o debate de esquerda e direita se torna bastante complexo, inclusive defini-los, pois, muitos indivíduos e entidades que se apresentaram como esquerda e assim o foco no processo de construção de uma sociedade menos desigual não passavam de retorica, pois seus focos foram a riqueza e o poder. E isso, me levou a uma grande frustração, por perceber que fui usurpado para um projeto político diferente do qual sempre me apresentei a construir.

Refletindo sobre todos estes processos e a presente conjuntura nacional sobre sonhar, acreditar, desilusões, frustrações. Percebi que nunca devemos deixar de sonhar e com isso jamais desistir, pois nossos conhecimentos nos fazem responsável em apresentar alternativas e para estas sempre resistir.
Sempre estive nas trincheiras da resistência, em primeiro momento no auge juventude com mais disposição, porém, nos últimos anos bastante distante. Desde maio decidi me colocar com mais ênfase, resistindo e denunciando todas as práticas das quais enfraquecem a democracia, contribuem com a corrupção.

Hoje me apresento para utilizar meus conhecimentos para continuar denunciando o capitalismo e seus tentáculos dos quais tem como alicerce a exploração do homem pelo homem, a pratica da corrupção, meritocracia, as diversas formas de opressão como também apresentar que a unidade dos trabalhadores e a única opção para nossas conquistas.

Reconheço minhas responsabilidade e assim transformarei minhas redes sociais em instrumento de guerra e com elas estarei apresentando sobre os mais diversos assuntos  seja denunciando, informando e mobilizando.


“Declare guerra a quem finge te ama” Barão Vermelho